Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 21 de dezembro de 2008

"Se Me Pergunta"...



Quem sou, talvez eu possa responder...
Ou talvez nem eu queira saber...
Hoje sou a água empossada da chuva,
Aquela mesma que ontem regou a uva,
Sou o espinho da roseira, a flor da quaresmeira,
Do buraco sou quase a beira,
Sou alguém composto de pão e vinho,
Mas que mesmo assim precisa de carinho,
Sou o som que escutas nas noites, indefinido,
Já não passo mais de um ruído, perdido,
Em cada palmo meu trago marcas da vida,
E olha! Nem todas são de feridas,
Algumas são de felicidade plena,
Algumas um pouco mais pequenas,
Mas por certo há mais para sorrir que pra chorar,
Há menos para esquecer e muito para contar,
Mesmo porque sou o que plantei,
E não sou perfeito eu sei,
Mas sou sem preocupação,
Pois vivo de coração!

-SANTAROZA-
Postar um comentário

domingo, 21 de dezembro de 2008

"Se Me Pergunta"...



Quem sou, talvez eu possa responder...
Ou talvez nem eu queira saber...
Hoje sou a água empossada da chuva,
Aquela mesma que ontem regou a uva,
Sou o espinho da roseira, a flor da quaresmeira,
Do buraco sou quase a beira,
Sou alguém composto de pão e vinho,
Mas que mesmo assim precisa de carinho,
Sou o som que escutas nas noites, indefinido,
Já não passo mais de um ruído, perdido,
Em cada palmo meu trago marcas da vida,
E olha! Nem todas são de feridas,
Algumas são de felicidade plena,
Algumas um pouco mais pequenas,
Mas por certo há mais para sorrir que pra chorar,
Há menos para esquecer e muito para contar,
Mesmo porque sou o que plantei,
E não sou perfeito eu sei,
Mas sou sem preocupação,
Pois vivo de coração!

-SANTAROZA-
Postar um comentário