Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

'Queda dos sentimentos'




Sou
um sábio conselho que tudo pode
e um fidalgo desejo que tudo engole
e um velho algo mais.

Tenho uma fidalga sensação de amor nutrida
e uma velha paixão quase escondida
inda esperando nascer
e grossas muralhas vencer
como um vinho que tragado, mansamente embriaga.

Penso docemente enquanto existo
e se sou assim, nisso acredito
e ando com as pernas que me empresta
o mundo em que habito.

Resta-me olhar o meu olhar
e dizer-me que para eu ficar,
deixo-me ido
desassistido e pobre além de tudo.


Paulino Vergetti Neto
Publicado no Recanto das Letras em 16/12/2008
Código do Texto:1338009
Postar um comentário

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

'Queda dos sentimentos'




Sou
um sábio conselho que tudo pode
e um fidalgo desejo que tudo engole
e um velho algo mais.

Tenho uma fidalga sensação de amor nutrida
e uma velha paixão quase escondida
inda esperando nascer
e grossas muralhas vencer
como um vinho que tragado, mansamente embriaga.

Penso docemente enquanto existo
e se sou assim, nisso acredito
e ando com as pernas que me empresta
o mundo em que habito.

Resta-me olhar o meu olhar
e dizer-me que para eu ficar,
deixo-me ido
desassistido e pobre além de tudo.


Paulino Vergetti Neto
Publicado no Recanto das Letras em 16/12/2008
Código do Texto:1338009
Postar um comentário