Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 14 de dezembro de 2008

'E SOZINHO MORREMOS NÓS'


(Taj Mahal, considerado o maior símbolo do amor)

No início antes da ida
Diz o poeta a viva voz
Devemos quebrar a noz
Pois nos bordados da vida
Se o nó não segura a linha
O entrançado desalinha
Mas nada muda o destino
Neste mundo lindo e atroz
Cada qual nasce sozinho
E sozinho morremos nós.

Walter Dimenstein
27-06-2002
Postar um comentário

domingo, 14 de dezembro de 2008

'E SOZINHO MORREMOS NÓS'


(Taj Mahal, considerado o maior símbolo do amor)

No início antes da ida
Diz o poeta a viva voz
Devemos quebrar a noz
Pois nos bordados da vida
Se o nó não segura a linha
O entrançado desalinha
Mas nada muda o destino
Neste mundo lindo e atroz
Cada qual nasce sozinho
E sozinho morremos nós.

Walter Dimenstein
27-06-2002
Postar um comentário