Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

'AVE DE EMIGRAÇÃO'




Minha vida é o impulso da certeza
de um pássaro que emigra do deserto
e traça o vôo noturno de uma estrela
pelos mares de luzes do universo...

Pensarão que minha alma é suscetível
de um breve pouso n’algum porto adverso
onde ancoram os restos impossíveis
da loucura intangível que professo...

Mas os meus rios rolarão sem trégua
até que a paz consuma os seus vestígios
e os ventos se apascentem sobre as águas
e o mar se acalme sobre meus sentidos...

Nenhum rumor se elevará da noite
nem mesmo um sopro escapará da brisa
por onde o corpo durma e a alma escute
uma canção que nunca foi ouvida...

Serei a luz da sombra fugidia
alma emigrada de minh’alma afim...
E todos pensarão que é agonia
a exaltação do amor dentro de mim!

A. Estebanez
Postar um comentário

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

'AVE DE EMIGRAÇÃO'




Minha vida é o impulso da certeza
de um pássaro que emigra do deserto
e traça o vôo noturno de uma estrela
pelos mares de luzes do universo...

Pensarão que minha alma é suscetível
de um breve pouso n’algum porto adverso
onde ancoram os restos impossíveis
da loucura intangível que professo...

Mas os meus rios rolarão sem trégua
até que a paz consuma os seus vestígios
e os ventos se apascentem sobre as águas
e o mar se acalme sobre meus sentidos...

Nenhum rumor se elevará da noite
nem mesmo um sopro escapará da brisa
por onde o corpo durma e a alma escute
uma canção que nunca foi ouvida...

Serei a luz da sombra fugidia
alma emigrada de minh’alma afim...
E todos pensarão que é agonia
a exaltação do amor dentro de mim!

A. Estebanez
Postar um comentário