Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 14 de dezembro de 2008

'Canção a Minas!'


(Entre Pouso Alegre e Santa Rita do Sapucaí,
sul de MG, Fotografia de Fernando Campanella)



Exalto a terra amada
Nas rimas da sua historia
Fazendo das métricas
O sabor das iguarias
E dos deleites das Minas
O mais belo dos horizontes.
Tal um trovador
Canto o nascer das cachoeiras
Que banham suas montanhas
E no dobrar de muitos sinos
Ouço o clamor de seus heróis.
Nas ladeiras encantadas
Descem a “liberdade ainda que tardia”
De um povo guerreiro
Que não se esquece jamais!

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 14/12/2008
Código do Texto: T1334691
Postar um comentário

domingo, 14 de dezembro de 2008

'Canção a Minas!'


(Entre Pouso Alegre e Santa Rita do Sapucaí,
sul de MG, Fotografia de Fernando Campanella)



Exalto a terra amada
Nas rimas da sua historia
Fazendo das métricas
O sabor das iguarias
E dos deleites das Minas
O mais belo dos horizontes.
Tal um trovador
Canto o nascer das cachoeiras
Que banham suas montanhas
E no dobrar de muitos sinos
Ouço o clamor de seus heróis.
Nas ladeiras encantadas
Descem a “liberdade ainda que tardia”
De um povo guerreiro
Que não se esquece jamais!

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 14/12/2008
Código do Texto: T1334691
Postar um comentário