Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

'Quando!'



Quando tudo escureceu, e os ventos fortes
sopraram,
quando a chuva despencou e os pingos
grossos rolaram,
quando eu acendi a vela e vi a paz iluminada,
compreendi que nada seria igual
depois de ti,
pois enfeitaste a vida
como uma alvorada,
como um raio de sol numa manhã sem nuvens,
anunciando a alegria tão sonhada.

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 26/10/08
Código do Texto: T1249837
Postar um comentário

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

'Quando!'



Quando tudo escureceu, e os ventos fortes
sopraram,
quando a chuva despencou e os pingos
grossos rolaram,
quando eu acendi a vela e vi a paz iluminada,
compreendi que nada seria igual
depois de ti,
pois enfeitaste a vida
como uma alvorada,
como um raio de sol numa manhã sem nuvens,
anunciando a alegria tão sonhada.

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 26/10/08
Código do Texto: T1249837
Postar um comentário