Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

'Dimensões do Infinito!'



No vôo das gaivotas
Pairou o silêncio no ar
Fechando nossos olhos
Como uma arca, repleta de folhas secas
Colhidas por nossas mãos.
Caminhamos no bosque noturno,
Fomos a luz que guiou o tempo
E nosso amor viajou na madrugada
Em aromas de fluidos celestiais
Coloquei minha alma em suas mãos
Adormecendo na penumbra deste anoitecer
E o silêncio se fez dono do espaço
Da atmosfera, que respira
A placidez do paraíso!


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 29/11/2008
Postar um comentário

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

'Dimensões do Infinito!'



No vôo das gaivotas
Pairou o silêncio no ar
Fechando nossos olhos
Como uma arca, repleta de folhas secas
Colhidas por nossas mãos.
Caminhamos no bosque noturno,
Fomos a luz que guiou o tempo
E nosso amor viajou na madrugada
Em aromas de fluidos celestiais
Coloquei minha alma em suas mãos
Adormecendo na penumbra deste anoitecer
E o silêncio se fez dono do espaço
Da atmosfera, que respira
A placidez do paraíso!


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 29/11/2008
Postar um comentário