Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

UM SILÊNCIO BEM SILENTE




Sou escravo da palavra
Mas dono do meu silêncio.


De uma a outra alvorada
A palavra que foi dada
Necessita ser honrada
Por isto eu sou um escravo
De tudo que foi falado
E pra se evitar o pranto
Para a vida ser encanto
Criando um ambiente santo
É muito conveniente
Um silêncio bem silente.

Walter Dimenstein
23.1.2009
Postar um comentário

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

UM SILÊNCIO BEM SILENTE




Sou escravo da palavra
Mas dono do meu silêncio.


De uma a outra alvorada
A palavra que foi dada
Necessita ser honrada
Por isto eu sou um escravo
De tudo que foi falado
E pra se evitar o pranto
Para a vida ser encanto
Criando um ambiente santo
É muito conveniente
Um silêncio bem silente.

Walter Dimenstein
23.1.2009
Postar um comentário