Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

SOBRE A ESPERANÇA


(Fotografia de Fernando Campanella)


É esperança afirmar que as águas
de uma fonte de ternura são as únicas
que um dia possam rolar por onde
já rolaram.

Que sedentos e famintos de felicidade,
aprenderemos a saciar a sede e a fome
que só o amor é capaz de estimular.

Que vale a pena suportar o peso
da cruz do sentimento de esperança
quando não se tem certeza do caminho
para o calvário que liberta.

É esperança acreditar na volta
de um comboio que não parou
na estação de embarque
de nossos sonhos.

Afirmar que não é tão triste
o silêncio de uma canção calada
no solitário show da multidão.

Acreditar que ter esperança
é um crime culposo de audácia,
punível por sentença irrecorrível
de condenação à alcova do amor
eterno no exílio do coração...

Julis Calderón
Postar um comentário

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

SOBRE A ESPERANÇA


(Fotografia de Fernando Campanella)


É esperança afirmar que as águas
de uma fonte de ternura são as únicas
que um dia possam rolar por onde
já rolaram.

Que sedentos e famintos de felicidade,
aprenderemos a saciar a sede e a fome
que só o amor é capaz de estimular.

Que vale a pena suportar o peso
da cruz do sentimento de esperança
quando não se tem certeza do caminho
para o calvário que liberta.

É esperança acreditar na volta
de um comboio que não parou
na estação de embarque
de nossos sonhos.

Afirmar que não é tão triste
o silêncio de uma canção calada
no solitário show da multidão.

Acreditar que ter esperança
é um crime culposo de audácia,
punível por sentença irrecorrível
de condenação à alcova do amor
eterno no exílio do coração...

Julis Calderón
Postar um comentário