Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 21 de fevereiro de 2009

ROSA DA MANHÃ




Assim que pressenti que tua face
era a mesma que eu via refletida
na água pura da fonte do jardim,
eu pude perceber que nesta vida
a despeito de a fé ser presumida
não me haveria tanta paz assim:
como o infinito amor da tua face
refletida na paz dentro de mim...

Teus olhos pareciam esmeraldas
refletidas no fundo transparente
das águas límpidas do teu olhar.
Era a luz de tua face de repente
assim como alvorada no poente
anoitecendo meu amor no mar:
como anoitece a rosa da manhã
na aurora certa para me sonhar.

Afonso Estebanez
Postar um comentário

sábado, 21 de fevereiro de 2009

ROSA DA MANHÃ




Assim que pressenti que tua face
era a mesma que eu via refletida
na água pura da fonte do jardim,
eu pude perceber que nesta vida
a despeito de a fé ser presumida
não me haveria tanta paz assim:
como o infinito amor da tua face
refletida na paz dentro de mim...

Teus olhos pareciam esmeraldas
refletidas no fundo transparente
das águas límpidas do teu olhar.
Era a luz de tua face de repente
assim como alvorada no poente
anoitecendo meu amor no mar:
como anoitece a rosa da manhã
na aurora certa para me sonhar.

Afonso Estebanez
Postar um comentário