Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 15 de fevereiro de 2009

SUMIDOURO DE LEMBRANÇAS




Eu sempre quis deixar-te uma mensagem
como a da brisa enquanto abraça o vento
ou como uma canção que vem da aragem
de tanto amor que envio em pensamento.

Eis que a vida nem sempre é uma viagem
por onde em tudo há mais contentamento
do que em viver lembranças da passagem
de um breve amor vivido além do tempo.

E eu sempre quis dizer-te que de alianças
o amor é o fruto além de algum momento
que se exauriu em mim como esperanças

exaustas de um silêncio em que lamento:
– Ai, de meus sumidouros de lembranças
onde lembrar é pior que o esquecimento!

Afonso Estebanez
(Dedicado à notável e festejada poetisa
brasileira Patrícia Neme)
Postar um comentário

domingo, 15 de fevereiro de 2009

SUMIDOURO DE LEMBRANÇAS




Eu sempre quis deixar-te uma mensagem
como a da brisa enquanto abraça o vento
ou como uma canção que vem da aragem
de tanto amor que envio em pensamento.

Eis que a vida nem sempre é uma viagem
por onde em tudo há mais contentamento
do que em viver lembranças da passagem
de um breve amor vivido além do tempo.

E eu sempre quis dizer-te que de alianças
o amor é o fruto além de algum momento
que se exauriu em mim como esperanças

exaustas de um silêncio em que lamento:
– Ai, de meus sumidouros de lembranças
onde lembrar é pior que o esquecimento!

Afonso Estebanez
(Dedicado à notável e festejada poetisa
brasileira Patrícia Neme)
Postar um comentário