Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 11 de janeiro de 2009

'Insônia'




Noites como tantas não adormecidas
Vendo auroras chegarem
A vida recomeçar
No amanhecer lento não desejado.

Regresso até onde te deixei
Debruçada no meu sentir
Esperando a clareza das respostas
Escondidas nas minhas emoções

As certezas se acanham dentro de mim
Tal como lume de cera lenta e branda
Sem derramar calor
Minhas noites interligam-se
Nos dias que não findam
Estancando o tempo enlouquecido
Nos segundos duradouros
Presos à imutável eternidade.


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 11/01/09
Código do Texto: T1378805
Postar um comentário

domingo, 11 de janeiro de 2009

'Insônia'




Noites como tantas não adormecidas
Vendo auroras chegarem
A vida recomeçar
No amanhecer lento não desejado.

Regresso até onde te deixei
Debruçada no meu sentir
Esperando a clareza das respostas
Escondidas nas minhas emoções

As certezas se acanham dentro de mim
Tal como lume de cera lenta e branda
Sem derramar calor
Minhas noites interligam-se
Nos dias que não findam
Estancando o tempo enlouquecido
Nos segundos duradouros
Presos à imutável eternidade.


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 11/01/09
Código do Texto: T1378805
Postar um comentário