Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 29 de novembro de 2008

'Imagens de ti!'



Carrego amores
Em contra-mão.
Resguardando-me da chuva da saudade
Dando alento ao sol da esperança.
Onde não há mais vozes nem sonhos
Viajo num paraíso desconhecido
Seguindo teu olhar
Tal um guia no deserto.
Mas a tua imagem
Se desfaz em mil pedaços
E como estrela morta
Caio no oceano da escuridão
Onde não há vozes, nem sonhos
E renasço na falange
De um dia inquebrável.

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 27/11/2008
Código do Texto: T1305847
Postar um comentário

sábado, 29 de novembro de 2008

'Imagens de ti!'



Carrego amores
Em contra-mão.
Resguardando-me da chuva da saudade
Dando alento ao sol da esperança.
Onde não há mais vozes nem sonhos
Viajo num paraíso desconhecido
Seguindo teu olhar
Tal um guia no deserto.
Mas a tua imagem
Se desfaz em mil pedaços
E como estrela morta
Caio no oceano da escuridão
Onde não há vozes, nem sonhos
E renasço na falange
De um dia inquebrável.

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 27/11/2008
Código do Texto: T1305847
Postar um comentário