Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 25 de novembro de 2008

'E a Moça... '


(Isabel Filipe)

Folhas secas
Caídas ao entardecer
Final de destino
Vazias do verde
A esperança se foi
A terra leva suas lembranças
O amanhecer se faz passado
Os versos estão nos galhos
Das árvores
Quando se davam em abraços
Agora a poesia carrega solidão
No quebrar das folhas pelo chão
E a moça triste
Sente pulsar devagar
Seu coração.

Elisa Cesar
Postar um comentário

terça-feira, 25 de novembro de 2008

'E a Moça... '


(Isabel Filipe)

Folhas secas
Caídas ao entardecer
Final de destino
Vazias do verde
A esperança se foi
A terra leva suas lembranças
O amanhecer se faz passado
Os versos estão nos galhos
Das árvores
Quando se davam em abraços
Agora a poesia carrega solidão
No quebrar das folhas pelo chão
E a moça triste
Sente pulsar devagar
Seu coração.

Elisa Cesar
Postar um comentário