Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Um poema de Gastão Neves:


Meu relógio se aliena,
cumpre apenas o andamento.
Eu cumpro da vida a pena
de criar meu movimento.

Quem espera sempre alcança,
eu não espero nem vou,
- há muito renego a herança
de ser o que já não sou.

[Gastão Neves]
Postar um comentário

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Um poema de Gastão Neves:


Meu relógio se aliena,
cumpre apenas o andamento.
Eu cumpro da vida a pena
de criar meu movimento.

Quem espera sempre alcança,
eu não espero nem vou,
- há muito renego a herança
de ser o que já não sou.

[Gastão Neves]
Postar um comentário