Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 8 de setembro de 2013

TRISTEZA DAS MÃOS


Capa da primeira edição de ‘Correnteza’ 1.977

Choram em silêncio a dor de envelhecer.

Foram um dia a graça inocente
De um berço num lar.

Pálidas mãos, sulcadas de renúncias!

Foram jovens e belas,
Confiantes em si mesmas, todo-poderosas.

Tímidas mãos que se apagam na sombra!

Mãos feitas de luz, intrépidas e leais,
Solícitas e compreensivas,
Ternas mãos maternais.

Velhas mãos solitárias,
Como dói recordar!


Helena Kolody
Postar um comentário

domingo, 8 de setembro de 2013

TRISTEZA DAS MÃOS


Capa da primeira edição de ‘Correnteza’ 1.977

Choram em silêncio a dor de envelhecer.

Foram um dia a graça inocente
De um berço num lar.

Pálidas mãos, sulcadas de renúncias!

Foram jovens e belas,
Confiantes em si mesmas, todo-poderosas.

Tímidas mãos que se apagam na sombra!

Mãos feitas de luz, intrépidas e leais,
Solícitas e compreensivas,
Ternas mãos maternais.

Velhas mãos solitárias,
Como dói recordar!


Helena Kolody
Postar um comentário