Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 8 de setembro de 2013

AUTO-BIOGRAFIA



Nasci no dia 12 de outubro de 1912, no núcleo colonial de Cruz 
Machado, em pleno sertão paranaense. Eram 8 horas da manhã de
 um dia de sol e geada. 

Meus pais eram ucranianos, que se conheceram a casaram no Paraná.
 Eu sou a primogênita e a 1ª brasileira de minha família. 

Miguel Kolody, meu pai, nasceu na parte da Ucrânia chamada
 Galícia Orienta, em 1881. Tendo perdido o pai na grande 
epidemia de cólera que assoloua Ucrânia em 1893, Miguel,
 no ano seguinte, emigrou para o Brasil com a mãe e os irmãos. 

Mamãe, cujo nome de solteira era Victoria Szandrowska, também
 nasceu na Galícia Oriental, em 1892. Veio para o Brasil em 1911. 

Vovô radicou-se em Cruz Machado, onde papai trabalhava. "Seu" 
Miguel conheceu a jovem Victoria e apaixounou-se por ela. 
Casaram-se em Janeiro de 1912. Estava escrito o primeiro 
capítulo da minha história. 

Texto retirado do Livro "Helena Kolody - Sinfonia da vida; 
Organização: Tereza Hatue de Rezende. Coleção Antologia 
poética. D.E.L. Editora/Letraviva, Pólo Editorial do Parná
 "A transformaçaõ que a gente lê. - 1997, pág. 11. 

Postar um comentário

domingo, 8 de setembro de 2013

AUTO-BIOGRAFIA



Nasci no dia 12 de outubro de 1912, no núcleo colonial de Cruz 
Machado, em pleno sertão paranaense. Eram 8 horas da manhã de
 um dia de sol e geada. 

Meus pais eram ucranianos, que se conheceram a casaram no Paraná.
 Eu sou a primogênita e a 1ª brasileira de minha família. 

Miguel Kolody, meu pai, nasceu na parte da Ucrânia chamada
 Galícia Orienta, em 1881. Tendo perdido o pai na grande 
epidemia de cólera que assoloua Ucrânia em 1893, Miguel,
 no ano seguinte, emigrou para o Brasil com a mãe e os irmãos. 

Mamãe, cujo nome de solteira era Victoria Szandrowska, também
 nasceu na Galícia Oriental, em 1892. Veio para o Brasil em 1911. 

Vovô radicou-se em Cruz Machado, onde papai trabalhava. "Seu" 
Miguel conheceu a jovem Victoria e apaixounou-se por ela. 
Casaram-se em Janeiro de 1912. Estava escrito o primeiro 
capítulo da minha história. 

Texto retirado do Livro "Helena Kolody - Sinfonia da vida; 
Organização: Tereza Hatue de Rezende. Coleção Antologia 
poética. D.E.L. Editora/Letraviva, Pólo Editorial do Parná
 "A transformaçaõ que a gente lê. - 1997, pág. 11. 

Postar um comentário