Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

CANTIGA



Se vives dentro da noite
como uma estrela , a brilhar,
eu vou pela noite a dentro
no meu silêncio, a sonhar.

(Alguém haverá que impeça
um sonhador de sonhar?
E essas palavras comuns,
não são também para usar?)

Estendo as mãos: a distância
se interpõe.Fico a pensar:
por que as estrelas são tantas?
Por que não posso voar?

Gilberto Mendonça Teles
In 'Poemas'


Postar um comentário

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

CANTIGA



Se vives dentro da noite
como uma estrela , a brilhar,
eu vou pela noite a dentro
no meu silêncio, a sonhar.

(Alguém haverá que impeça
um sonhador de sonhar?
E essas palavras comuns,
não são também para usar?)

Estendo as mãos: a distância
se interpõe.Fico a pensar:
por que as estrelas são tantas?
Por que não posso voar?

Gilberto Mendonça Teles
In 'Poemas'


Postar um comentário