Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

VI

VI

Não sei por onde chegarás
Se do portal da morte,
da pedra
ou da palavra,
se dos quebráveis corpos
ou da corte dos querubins.

Quem me dera a híbrida face do júbilo,
as louças que se quebram
nas bodas para augúrios,
a inesperada presença
que se instala no espaldar
de invisível cadeira.

Benvindo
mesmo sem saber de onde chegarás.
Se de frágil barca de travessias
ou do limo da ressurreição
parido sobre margens e
beirais.

Lindolff Bell
In ‘Incorporação’
Postar um comentário

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

VI

VI

Não sei por onde chegarás
Se do portal da morte,
da pedra
ou da palavra,
se dos quebráveis corpos
ou da corte dos querubins.

Quem me dera a híbrida face do júbilo,
as louças que se quebram
nas bodas para augúrios,
a inesperada presença
que se instala no espaldar
de invisível cadeira.

Benvindo
mesmo sem saber de onde chegarás.
Se de frágil barca de travessias
ou do limo da ressurreição
parido sobre margens e
beirais.

Lindolff Bell
In ‘Incorporação’
Postar um comentário