Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

IV


IV

Anjo estrábico da realidade:
da absurda jazida do deslumbramento
quebra as lições do simulacro
que o coração presume.

Vaso
e vale
habitarás.
E águas da primavera
e pedras-de-lascas do canto,
o grito sem pasmo
nem genialidade
nem clarividência,
e o fruto abissal habitarás.

E como um sonho
ao pé da cama
aguardando a vez de sonhar,
colherás a polpa da dor
que sangra
e a linguagem
que pende
e paira
na paisagem.

Lindolf Bell
in ‘Incoprporação’ - A Tarefa
Postar um comentário

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

IV


IV

Anjo estrábico da realidade:
da absurda jazida do deslumbramento
quebra as lições do simulacro
que o coração presume.

Vaso
e vale
habitarás.
E águas da primavera
e pedras-de-lascas do canto,
o grito sem pasmo
nem genialidade
nem clarividência,
e o fruto abissal habitarás.

E como um sonho
ao pé da cama
aguardando a vez de sonhar,
colherás a polpa da dor
que sangra
e a linguagem
que pende
e paira
na paisagem.

Lindolf Bell
in ‘Incoprporação’ - A Tarefa
Postar um comentário