Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Superação


Aos que rejeitam meu espírito,
deixo a luz do perdão
ungido com bálsamo da esperança
e o perfume quase mudo da afeição

Com a calma sacra,
vôo para novos desafios
nas asas coloridas dos cânticos
que celebram a vida

Minha fragilidade exterminou
quando segurei a solidão,
buscando palavras certas
para caminhos desfeitos

Vi minha alma sozinha
procurando aquecer-se
da dor cansada de rastros incertos

Fiz das ilusões, belas gaivotas
voando livres e solitárias,
deixando meu canto aquecido
nas rendas do sol


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 29/01/10
Código do Texto: T2058346
Postar um comentário

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Superação


Aos que rejeitam meu espírito,
deixo a luz do perdão
ungido com bálsamo da esperança
e o perfume quase mudo da afeição

Com a calma sacra,
vôo para novos desafios
nas asas coloridas dos cânticos
que celebram a vida

Minha fragilidade exterminou
quando segurei a solidão,
buscando palavras certas
para caminhos desfeitos

Vi minha alma sozinha
procurando aquecer-se
da dor cansada de rastros incertos

Fiz das ilusões, belas gaivotas
voando livres e solitárias,
deixando meu canto aquecido
nas rendas do sol


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 29/01/10
Código do Texto: T2058346
Postar um comentário