Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 16 de junho de 2009

O meu comum...

(Gary Benfield)


O meu comum
não é comum,
é errado quando regulado pelo instinto

No espírito,
tenho desejo chave
Da magia,
a fase de um perfeito encanto

Escondo segredos em nomes incertos
adentrando mistérios
multiplicando imagens
num tranqüilo acontecer

Neste lamento,
contento-me em conter
meu descontentamento
e a minha luta me eterniza
lavrando a alma livre e concisa


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 10/06/09
Código do Texto: T1641241
Postar um comentário

terça-feira, 16 de junho de 2009

O meu comum...

(Gary Benfield)


O meu comum
não é comum,
é errado quando regulado pelo instinto

No espírito,
tenho desejo chave
Da magia,
a fase de um perfeito encanto

Escondo segredos em nomes incertos
adentrando mistérios
multiplicando imagens
num tranqüilo acontecer

Neste lamento,
contento-me em conter
meu descontentamento
e a minha luta me eterniza
lavrando a alma livre e concisa


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 10/06/09
Código do Texto: T1641241
Postar um comentário