Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 26 de junho de 2009

CONCISA


(Daniel Gerhartz)

Olhos que passam sem ver
vidas que morrem pra renascer
vivem sortilégios da verdade
que valseiam nos ares
iluminando "luares"

Pelas esquinas do mundo
em cada piso, em cada chão
levam rostos perdidos
marcados na contradição

Do romantismo saudoso
passo a pensar e viver,
um estado libertário
dispersivo e pesaroso,
esse é meu novo proceder



Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 24/06/09
Código do Texto: T1665656
Postar um comentário

sexta-feira, 26 de junho de 2009

CONCISA


(Daniel Gerhartz)

Olhos que passam sem ver
vidas que morrem pra renascer
vivem sortilégios da verdade
que valseiam nos ares
iluminando "luares"

Pelas esquinas do mundo
em cada piso, em cada chão
levam rostos perdidos
marcados na contradição

Do romantismo saudoso
passo a pensar e viver,
um estado libertário
dispersivo e pesaroso,
esse é meu novo proceder



Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 24/06/09
Código do Texto: T1665656
Postar um comentário