Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 28 de junho de 2009

IDÍLIO QUASE ESQUECIDO



Na paisagem me esqueci,
além do florido muro;
o sonho era muito branco,
mas o destino era escuro...
Resta a memória apagada
do mundo em que me procuro:

eis as rosas que componho
- rosas que plantei nos olhos,
rosas que colhi no sonho.

Decifro o mural da noite
no luar marmorizado
- entre o milagre das rosas
e o branco mel entornado
sobre o tapete do sono:

eis as rosas que componho
- rosas que plantei nos olhos,
rosas que colhi no sonho.


Colombo de Sousa
em O Anúncio do Acontecido
Postar um comentário

domingo, 28 de junho de 2009

IDÍLIO QUASE ESQUECIDO



Na paisagem me esqueci,
além do florido muro;
o sonho era muito branco,
mas o destino era escuro...
Resta a memória apagada
do mundo em que me procuro:

eis as rosas que componho
- rosas que plantei nos olhos,
rosas que colhi no sonho.

Decifro o mural da noite
no luar marmorizado
- entre o milagre das rosas
e o branco mel entornado
sobre o tapete do sono:

eis as rosas que componho
- rosas que plantei nos olhos,
rosas que colhi no sonho.


Colombo de Sousa
em O Anúncio do Acontecido
Postar um comentário