Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Despertar


Esse tempo não é meu
mas me prende em suas rédeas,
condiciona minha alegria
no encontro do teu ser

Sou linha que delimita a vida
silenciosa nas arestas do tempo
entre canções breves,
da alma e do desejo

Completo a ausência de tudo,
amando a dúvida que sucede
à verdade disfarçada
proclamando o que convém

Sou o canto sereno
que mensuro, encaixo,
no eterno abraço dos sonhos,
onde as cores se enlaçam
em silêncios cortantes
do meu doce despertar



Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 07/04/10
Código do Texto: T2182052
Postar um comentário

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Despertar


Esse tempo não é meu
mas me prende em suas rédeas,
condiciona minha alegria
no encontro do teu ser

Sou linha que delimita a vida
silenciosa nas arestas do tempo
entre canções breves,
da alma e do desejo

Completo a ausência de tudo,
amando a dúvida que sucede
à verdade disfarçada
proclamando o que convém

Sou o canto sereno
que mensuro, encaixo,
no eterno abraço dos sonhos,
onde as cores se enlaçam
em silêncios cortantes
do meu doce despertar



Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 07/04/10
Código do Texto: T2182052
Postar um comentário