Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 13 de setembro de 2009

Soneto de Natal




"Mudaria o Natal ou mudei eu?
Machado de Assis"



Mudaria o Natal ou mudo iria
Mudar sempre o menino o mundo em tudo?
Ou fui só quem mudei, e meu escudo
Novidadeiro, múltiplo, daria
Ao mudadiço mito da alegria
Em noite tão mutável jeito mudo?
O homem é mudador, muda de estudo,
De mucama, de verso, pouso, dia,
Porque a muda modula esse desnudo
Renascimento em palha, e molda e afia
O instrumento da troca, o fim miúdo,
A noite amena erguendo-se em poesia.
Mudei eu sempre sem saber que mudo
Ou somente o Natal me mudaria?

Nova York, Natal de 1965


Antonio Olinto
(Antonio Olyntho Marques da Rocha,
Minas Gerais 10/05/1919 -
Rio de Janeiro 12/09/2009)
-Academia Brasileira de Letras, Cadeira nº8-

Nossas homenagens ao poeta ontem falecido.
Postar um comentário

domingo, 13 de setembro de 2009

Soneto de Natal




"Mudaria o Natal ou mudei eu?
Machado de Assis"



Mudaria o Natal ou mudo iria
Mudar sempre o menino o mundo em tudo?
Ou fui só quem mudei, e meu escudo
Novidadeiro, múltiplo, daria
Ao mudadiço mito da alegria
Em noite tão mutável jeito mudo?
O homem é mudador, muda de estudo,
De mucama, de verso, pouso, dia,
Porque a muda modula esse desnudo
Renascimento em palha, e molda e afia
O instrumento da troca, o fim miúdo,
A noite amena erguendo-se em poesia.
Mudei eu sempre sem saber que mudo
Ou somente o Natal me mudaria?

Nova York, Natal de 1965


Antonio Olinto
(Antonio Olyntho Marques da Rocha,
Minas Gerais 10/05/1919 -
Rio de Janeiro 12/09/2009)
-Academia Brasileira de Letras, Cadeira nº8-

Nossas homenagens ao poeta ontem falecido.
Postar um comentário