Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Fitamos o silêncio



Procuramos saídas
para as canções
que se fazem lentas
como a brisa mansa das tormentas

Nosso silêncio feito de vento
pousou no brilho do tempo
sem metas nem lamentos
tentando reter o instante
que jamais viveremos

Basta o brilho do sonho,
a incerteza da espera
temendo que a distância nos anoiteça
fazendo da liberdade,
a prisão de nossas almas.

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 31/08/09
Código do Texto: T1784138
Postar um comentário

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Fitamos o silêncio



Procuramos saídas
para as canções
que se fazem lentas
como a brisa mansa das tormentas

Nosso silêncio feito de vento
pousou no brilho do tempo
sem metas nem lamentos
tentando reter o instante
que jamais viveremos

Basta o brilho do sonho,
a incerteza da espera
temendo que a distância nos anoiteça
fazendo da liberdade,
a prisão de nossas almas.

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 31/08/09
Código do Texto: T1784138
Postar um comentário