Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Os ritmos da alma



Devo ter sido em outras eras,
o olhar que perturbou
ou o caminho nebuloso
de um dia triste

Talvez o amparo
de um coração perdido
refeito dos defeitos
ou redimido dos maus feitos

E cá estou,
sendo o dia calmo,
a música que apetece,
os olhos da alegria

Esquecida do passado,
quero neste percurso ser,
a brisa de uma noite de verão,
a canção eterna da esperança
ouvida por toda eternidade

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 15/07/09
Código do Texto: T1700342
Postar um comentário

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Os ritmos da alma



Devo ter sido em outras eras,
o olhar que perturbou
ou o caminho nebuloso
de um dia triste

Talvez o amparo
de um coração perdido
refeito dos defeitos
ou redimido dos maus feitos

E cá estou,
sendo o dia calmo,
a música que apetece,
os olhos da alegria

Esquecida do passado,
quero neste percurso ser,
a brisa de uma noite de verão,
a canção eterna da esperança
ouvida por toda eternidade

Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 15/07/09
Código do Texto: T1700342
Postar um comentário