Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 4 de maio de 2014

Ilusões



Estes verdes ou pedaços de vida
não serão fáceis nas manhãs frias
onde há prazeres nas asas do vento
eterna passageira que precisa do teu amor.

Você me conheceu vestida de fantasias
deixei acontecer a nossa história
fiquei a olhar pela janela nos jardins
escolhi petúnias à liberdade das borboletas.

Não vale a pena estar distante de você
nunca esperei a solidão calada
nem convidei a noite escura
os desejos nossos são ilusões.

Desta existência selvagem
não chores pelas tardes
em que não cheguei frágil
à transição do sol na fim da tarde.

Caprichos lá adiante ardem
na intensa euforia cativa
no fim a claridade nos portões
que se abrem e revelam segredos.

No interlúdio há controvérsias de fantasias
do mesmo trilho em que flui cor constantes
ao ficar fora das noites enluaradas
tudo são ilusões de um coração peregrino.

Iara Pacini

[Arte: Maria Szollosi]
Postar um comentário

domingo, 4 de maio de 2014

Ilusões



Estes verdes ou pedaços de vida
não serão fáceis nas manhãs frias
onde há prazeres nas asas do vento
eterna passageira que precisa do teu amor.

Você me conheceu vestida de fantasias
deixei acontecer a nossa história
fiquei a olhar pela janela nos jardins
escolhi petúnias à liberdade das borboletas.

Não vale a pena estar distante de você
nunca esperei a solidão calada
nem convidei a noite escura
os desejos nossos são ilusões.

Desta existência selvagem
não chores pelas tardes
em que não cheguei frágil
à transição do sol na fim da tarde.

Caprichos lá adiante ardem
na intensa euforia cativa
no fim a claridade nos portões
que se abrem e revelam segredos.

No interlúdio há controvérsias de fantasias
do mesmo trilho em que flui cor constantes
ao ficar fora das noites enluaradas
tudo são ilusões de um coração peregrino.

Iara Pacini

[Arte: Maria Szollosi]
Postar um comentário