Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 8 de julho de 2013

''VOCÊ ESCOLHE''

Foto: ''VOCÊ ESCOLHE''
(a uma jovem)

Você inicia sem muita convicção
a marcha para dentro de si mesma;
longa caminhada dos desesperados
em busca da verdade que se pensa.

A dor que rompe a alma é sensação
exata de incisiva lâmina nos nervos
tensos trançados no oco do abismo
- câncer de desamor e desavenças.

Você poderá olhar para os espelhos
e sentir-se consútil. E, perdida,
fazer-se íntima da morte com um gesto.

Ou então abordar a Flor Visível
e ficar naquela contemplação enorme
cristalizando as cores nos sentidos.

Ricardo dos Anjos
(Niterói - 1974)
{Tela de Michael Garmash}

(a uma jovem)

Você inicia sem muita convicção
a marcha para dentro de si mesma;
longa caminhada dos desesperados
em busca da verdade que se pensa.

A dor que rompe a alma é sensação
exata de incisiva lâmina nos nervos
tensos trançados no oco do abismo
- câncer de desamor e desavenças.

Você poderá olhar para os espelhos
e sentir-se consútil. E, perdida,
fazer-se íntima da morte com um gesto.

Ou então abordar a Flor Visível
e ficar naquela contemplação enorme
cristalizando as cores nos sentidos.

Ricardo dos Anjos
(Niterói - 1974)
{Tela de Michael Garmash}
Postar um comentário

segunda-feira, 8 de julho de 2013

''VOCÊ ESCOLHE''

Foto: ''VOCÊ ESCOLHE''
(a uma jovem)

Você inicia sem muita convicção
a marcha para dentro de si mesma;
longa caminhada dos desesperados
em busca da verdade que se pensa.

A dor que rompe a alma é sensação
exata de incisiva lâmina nos nervos
tensos trançados no oco do abismo
- câncer de desamor e desavenças.

Você poderá olhar para os espelhos
e sentir-se consútil. E, perdida,
fazer-se íntima da morte com um gesto.

Ou então abordar a Flor Visível
e ficar naquela contemplação enorme
cristalizando as cores nos sentidos.

Ricardo dos Anjos
(Niterói - 1974)
{Tela de Michael Garmash}

(a uma jovem)

Você inicia sem muita convicção
a marcha para dentro de si mesma;
longa caminhada dos desesperados
em busca da verdade que se pensa.

A dor que rompe a alma é sensação
exata de incisiva lâmina nos nervos
tensos trançados no oco do abismo
- câncer de desamor e desavenças.

Você poderá olhar para os espelhos
e sentir-se consútil. E, perdida,
fazer-se íntima da morte com um gesto.

Ou então abordar a Flor Visível
e ficar naquela contemplação enorme
cristalizando as cores nos sentidos.

Ricardo dos Anjos
(Niterói - 1974)
{Tela de Michael Garmash}
Postar um comentário