Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 8 de julho de 2013

À MESMA HORA


À mesma hora, no mesmo lugar,
eu caminhava entre árvores
e espremia nos dedos
o mudo cipreste.
Mas naquele instante
entre cúmplices imagens
(quando a sombra me tece
e o sem-fundo do lago me diz)
no frescor do mais contido sumo
cheirei a poesia, como do nada

e caminhei sobre águas –
o naufrágio por um triz.

(Fernando Campanella)
Postar um comentário

segunda-feira, 8 de julho de 2013

À MESMA HORA


À mesma hora, no mesmo lugar,
eu caminhava entre árvores
e espremia nos dedos
o mudo cipreste.
Mas naquele instante
entre cúmplices imagens
(quando a sombra me tece
e o sem-fundo do lago me diz)
no frescor do mais contido sumo
cheirei a poesia, como do nada

e caminhei sobre águas –
o naufrágio por um triz.

(Fernando Campanella)
Postar um comentário