Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 23 de março de 2011

Delírio Azul


"E flores verdes no ar brandamente se movem:
"Chispam verdes fuzis riscando o céu sombrio;
Em esmeralda flui a água verde do rio,
E do céu, todo verde, as esmeraldas chovem..."
(Olavo Bilac)



Azul a tarde, azul o céu e o mar,
Azul o tempo, que não vai passar,
Enredado na trama opalescente.

Azul o teu olhar, meu sonho louco,
Essa ventura que durou tão pouco,
Esta saudade que me torna ausente.

Lividez de turquesa e água-marinha,
Na visão de berilo, que é só minha,
Em nuanças de índigo delira.

Heráldico pavés, em blau tingido,
O mundo se desfaz em colorido,
Lápis-Lazuli, em campo de safira.

Alba Saltiel Bianco
In Música do Vento

Do Blog da amiga Dione Coppi.
Postar um comentário

quarta-feira, 23 de março de 2011

Delírio Azul


"E flores verdes no ar brandamente se movem:
"Chispam verdes fuzis riscando o céu sombrio;
Em esmeralda flui a água verde do rio,
E do céu, todo verde, as esmeraldas chovem..."
(Olavo Bilac)



Azul a tarde, azul o céu e o mar,
Azul o tempo, que não vai passar,
Enredado na trama opalescente.

Azul o teu olhar, meu sonho louco,
Essa ventura que durou tão pouco,
Esta saudade que me torna ausente.

Lividez de turquesa e água-marinha,
Na visão de berilo, que é só minha,
Em nuanças de índigo delira.

Heráldico pavés, em blau tingido,
O mundo se desfaz em colorido,
Lápis-Lazuli, em campo de safira.

Alba Saltiel Bianco
In Música do Vento

Do Blog da amiga Dione Coppi.
Postar um comentário