Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

FILHO PRÓDIGO


I

Ele me olha
com a expectativa do mundo.
Sonda o que sei,
pensa que eu sei.

II

Ele me acompanha
com os olhos da vida.
Mira o que dei,
julga o que eu sei.

III

Ele me abraça
com os anos da infância.
Acha que sou rei,
acredita que eu voltei.

IV

Ele me beija
com os lábios da inocência.
Escolhe as palavras,
multiplica suas vidas.

V

Ele me descobre
no ocaso da existência.
Confere o que sei:
já sabe que não sou rei.


Jairo De Britto,
em "Dunas de Marfim"

Foto do poeta e seu filho Leonardo.
Postar um comentário

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

FILHO PRÓDIGO


I

Ele me olha
com a expectativa do mundo.
Sonda o que sei,
pensa que eu sei.

II

Ele me acompanha
com os olhos da vida.
Mira o que dei,
julga o que eu sei.

III

Ele me abraça
com os anos da infância.
Acha que sou rei,
acredita que eu voltei.

IV

Ele me beija
com os lábios da inocência.
Escolhe as palavras,
multiplica suas vidas.

V

Ele me descobre
no ocaso da existência.
Confere o que sei:
já sabe que não sou rei.


Jairo De Britto,
em "Dunas de Marfim"

Foto do poeta e seu filho Leonardo.
Postar um comentário